arrow_back

Kubernetes Engine: Qwik Start

Kubernetes Engine: Qwik Start

30 minutos 1 crédito

GSP100

Laboratórios autoguiados do Google Cloud

Visão geral

O Google Kubernetes Engine (GKE) oferece um ambiente gerenciado para implantação, gerenciamento e escalonamento de aplicativos em contêineres usando a infraestrutura do Google. O ambiente do Kubernetes Engine consiste em várias máquinas (especificamente, instâncias do Compute Engine) agrupadas para formar um cluster de contêiner. Neste laboratório, você criará contêineres e implantará aplicativos com o GKE.

Orquestração de cluster com o Google Kubernetes Engine

Os clusters do Google Kubernetes Engine (GKE) usam o sistema de gerenciamento de clusters de código aberto Kubernetes. O Kubernetes oferece os mecanismos para você interagir com o cluster de contêiner. Você usa os comandos e recursos do Kubernetes para implantar e gerenciar os aplicativos, executar tarefas administrativas, definir políticas e monitorar a integridade das cargas de trabalho implantadas.

O Kubernetes se baseia nos mesmos princípios de design que guiam os serviços do Google mais conhecidos e oferece os mesmos benefícios: gerenciamento automático, sondagem de atividade e monitoramento para contêineres de aplicativos, escalonamento automático, atualizações graduais e muito mais. A tecnologia que você usa para executar aplicativos em um cluster de contêiner é o resultado de mais de dez anos de experiência do Google na execução de cargas de trabalho de produção em contêineres.

Kubernetes no Google Cloud

Quando você executa um cluster do GKE, também recebe os benefícios dos recursos avançados de gerenciamento de cluster que o Google Cloud oferece. São eles:

Agora que você tem um conhecimento básico do Kubernetes, saiba como implantar um aplicativo conteinerizado com o GKE em menos de 30 minutos. Siga as etapas abaixo para configurar o ambiente do laboratório.

Configuração e requisitos

Antes de clicar no botão Start Lab

Leia estas instruções. Os laboratórios são cronometrados e não podem ser pausados. O timer é iniciado quando você clica em Começar o laboratório e mostra por quanto tempo os recursos do Google Cloud ficarão disponíveis.

Este laboratório prático do Qwiklabs permite que você realize as atividades em um ambiente real de nuvem, não em uma simulação ou demonstração. Você receberá novas credenciais temporárias para fazer login e acessar o Google Cloud durante o laboratório.

O que é necessário

Para fazer este laboratório, você precisa ter:

  • acesso a um navegador de Internet padrão (recomendamos o Chrome);
  • tempo para concluir as atividades.

Observação: não use seu projeto ou sua conta do Google Cloud neste laboratório.

Observação: se estiver usando um dispositivo Chrome OS, abra uma janela anônima para executar o laboratório.

Como iniciar seu laboratório e fazer login no console do Google Cloud

  1. Clique no botão Começar o laboratório. Se for preciso pagar, você verá um pop-up para selecionar a forma de pagamento. No painel Detalhes do laboratório à esquerda, você verá o seguinte:

    • O botão Abrir Console do Cloud
    • Tempo restante
    • As credenciais temporárias que você vai usar neste laboratório
    • Outras informações se forem necessárias
  2. Clique em Abrir Console do Google. O laboratório ativa recursos e depois abre outra guia com a página Fazer login.

    Dica: coloque as guias em janelas separadas lado a lado.

    Observação: se aparecer a caixa de diálogo Escolher uma conta, clique em Usar outra conta.
  3. Caso seja preciso, copie o Nome de usuário no painel Detalhes do laboratório e cole esse nome na caixa de diálogo Fazer login. Clique em Avançar.

  4. Copie a Senha no painel Detalhes do laboratório e a cole na caixa de diálogo Olá. Clique em Avançar.

    Importante: você precisa usar as credenciais do painel à esquerda. Não use suas credenciais do Google Cloud Ensina. Observação: se você usar sua própria conta do Google Cloud neste laboratório, é possível que receba cobranças adicionais.
  5. Acesse as próximas páginas:

    • Aceite os Termos e Condições.
    • Não adicione opções de recuperação nem autenticação de dois fatores (porque essa é uma conta temporária).
    • Não se inscreva em testes gratuitos.

Depois de alguns instantes, o console do GCP vai ser aberto nesta guia.

Observação: para ver uma lista dos produtos e serviços do Google Cloud, clique no Menu de navegação no canto superior esquerdo. Ícone do menu de navegação

Ative o Google Cloud Shell

O Google Cloud Shell é uma máquina virtual com ferramentas de desenvolvimento. Ele conta com um diretório principal permanente de 5 GB e é executado no Google Cloud. O Google Cloud Shell permite acesso de linha de comando aos seus recursos do GCP.

  1. No Console do GCP, na barra de ferramentas superior direita, clique no botão Abrir o Cloud Shell.

    Ícone do Cloud Shell

  2. Clique em Continue (continuar):

    cloudshell_continue

Demora alguns minutos para provisionar e conectar-se ao ambiente. Quando você está conectado, você já está autenticado e o projeto é definido como seu PROJECT_ID . Por exemplo:

Terminal do Cloud Shell

gcloud é a ferramenta de linha de comando do Google Cloud Platform. Ele vem pré-instalado no Cloud Shell e aceita preenchimento com tabulação.

É possível listar o nome da conta ativa com este comando:

gcloud auth list

Saída:

ACTIVE: *
ACCOUNT: student-01-xxxxxxxxxxxx@qwiklabs.net
To set the active account, run:
    $ gcloud config set account `ACCOUNT`
	

É possível listar o ID de projeto com este comando:

gcloud config list project
	

Saída:

[core]
project = <project_ID>
	

Exemplo de saída:

[core]
project = qwiklabs-gcp-44776a13dea667a6
	

Tarefa 1: defina uma zona do Compute padrão

A zona do Compute é um local regional próximo que armazena seus clusters e os recursos correspondentes. Por exemplo, us-central1-a é uma zona na região us-central1.

  1. Para definir a zona do Compute padrão como us-central1-a, inicie uma nova sessão no Cloud Shell e execute o seguinte comando:

    gcloud config set compute/zone us-central1-a
    

    Resposta esperada (não copie):

    Updated property [compute/zone].
    

Tarefa 2: crie um cluster do GKE

Um cluster consiste em pelo menos uma máquina mestre do cluster e diversas máquinas worker chamadas de nós. Os nós são instâncias de máquina virtual (VM) do Compute Engine que executam os processos do Kubernetes necessários para integrá-los ao cluster.

Observação: nomes de cluster precisam começar com uma letra, terminar com um caractere alfanumérico e não podem ter mais de 40 caracteres.
  1. Para criar um cluster, execute o comando abaixo, substituindo [CLUSTER-NAME] pelo nome que você escolher (por exemplo, my-cluster).

    gcloud container clusters create [CLUSTER-NAME]
    

    Ignore os avisos na resposta. A criação do cluster talvez demore alguns minutos.

    Resposta esperada (não copie):

    NAME: my-cluster
    LOCATION: us-central1-a
    MASTER_VERSION: 1.21.5-gke.1302
    MASTER_IP: 34.69.232.119
    MACHINE_TYPE: e2-medium
    NODE_VERSION: 1.21.5-gke.1302
    NUM_NODES: 3
    STATUS: RUNNING
    

Clique em Verificar meu progresso para conferir o objetivo. Crie um cluster do GKE

Tarefa 3: receba as credenciais de autenticação para o cluster

Depois de criar o cluster, você precisará de credenciais de autenticação para interagir com ele.

  1. Para autenticar o cluster, execute o comando abaixo, substituindo [CLUSTER-NAME] pelo nome do seu cluster:

    gcloud container clusters get-credentials [CLUSTER-NAME]
    

    Resposta esperada (não copie):

    Fetching cluster endpoint and auth data.
    kubeconfig entry generated for my-cluster.
    

Tarefa 4: implante um aplicativo no cluster

Agora é possível implantar um aplicativo conteinerizado no cluster. Neste laboratório, você executará o hello-app no seu cluster.

O GKE usa objetos do Kubernetes para criar e gerenciar os recursos do cluster. O Kubernetes fornece o objeto de implantação para implantar aplicativos sem estado como servidores da Web. Os objetos de serviço definem as regras e o balanceamento de carga para acessar seu aplicativo pela Internet.

  1. Para criar uma nova implantação hello-server da imagem do contêiner hello-app, execute este comando kubectl create:

    kubectl create deployment hello-server --image=gcr.io/google-samples/hello-app:1.0
    

    Resposta esperada (não copie):

    deployment.apps/hello-server created
    

    Esse comando do Kubernetes cria um objeto de implantação que representa hello-server. Neste caso, --image especifica uma imagem de contêiner a ser implantada. O comando extrai a imagem de exemplo de um bucket do Container Registry, e gcr.io/google-samples/hello-app:1.0 indica a versão específica da imagem a ser extraída. Se nenhuma for especificada, a versão mais recente será usada.

    Clique em Verificar meu progresso para conferir o objetivo. Crie uma nova implantação: hello-server

  2. Para criar um serviço do Kubernetes, um recurso que permite expor o aplicativo ao tráfego externo, execute o comando kubectl expose a seguir:

    kubectl expose deployment hello-server --type=LoadBalancer --port 8080
    

    Nesse comando:

    • --port especifica a porta que o contêiner expõe.
    • type="LoadBalancer" cria um balanceador de carga do Compute Engine para o contêiner.

    Resposta esperada (não copie):

    service/hello-server exposed
    
  3. Para inspecionar o serviço hello-server, execute kubectl get:

    kubectl get service
    

    Resposta esperada (não copie):

    NAME              TYPE              CLUSTER-IP        EXTERNAL-IP      PORT(S)           AGE
    hello-server      loadBalancer      10.39.244.36      35.202.234.26    8080:31991/TCP    65s
    kubernetes        ClusterIP         10.39.240.1       <none>           433/TCP           5m13s
    

    Observação: a geração do endereço IP externo talvez leve até um minuto. Execute o comando anterior novamente se o status da coluna EXTERNAL-IP for pendente.

  4. Para visualizar o aplicativo no navegador da Web, abra uma nova guia e digite o endereço a seguir, substituindo [EXTERNAL IP] pelo EXTERNAL-IP do hello-server.

    http://[EXTERNAL-IP]:8080
    

    Resposta esperada:

    output.png

    Clique em Verificar meu progresso para conferir o objetivo. Crie um serviço do Kubernetes

Tarefa 5: exclua o cluster

  1. Para excluir o cluster, execute este comando:

    gcloud container clusters delete [CLUSTER-NAME]
    
  2. Quando solicitado, digite Y para confirmar.

    A exclusão do cluster pode levar alguns minutos. Para mais informações sobre clusters do GKE excluídos, consulte a documentação.

    Clique em Verificar meu progresso para conferir o objetivo. Exclua o cluster

Parabéns!

Você acabou de implantar um aplicativo em contêiner no Kubernetes Engine.

Termine a Quest

Baseline: infrastructure Badge Google Cloud Essentials-135.png VM Migration-135.png Kubernetes in Google Cloud badge

Continue com as Quests Baseline: Infrastructure, Google Cloud Essentials, Kubernetes in Google Cloud e VM Migration. Uma Quest é uma série de laboratórios relacionados que formam um programa de aprendizado. Concluir esta Quest dá a você o selo acima como reconhecimento da sua conquista. Você pode publicar os selos e incluir um link para eles no seu currículo on-line ou nas redes sociais. Inscreva-se em uma Quest e receba crédito de conclusão imediato por fazer este laboratório. Veja outras Quests do Qwiklabs.

Próximas etapas / Saiba mais

Este laboratório faz parte de uma série chamada Qwik Starts. Ela foi desenvolvida para apresentar a você alguns dos recursos disponíveis no Google Cloud. Pesquise "Qwik Starts" no catálogo de laboratórios para encontrar algum que seja do seu interesse.

Treinamento e certificação do Google Cloud

...ajuda você a aproveitar as tecnologias do Google Cloud ao máximo. Nossas aulas incluem habilidades técnicas e práticas recomendadas para ajudar você a alcançar rapidamente o nível esperado e continuar sua jornada de aprendizado. Oferecemos treinamentos que vão do nível básico ao avançado, com opções de aulas virtuais, sob demanda e por meio de transmissões ao vivo para que você possa encaixá-las na correria do seu dia a dia. As certificações ajudam você a validar e comprovar suas habilidades e conhecimentos das tecnologias do Google Cloud.

Manual atualizado em 4 de Março de 2022
Laboratório testado em 4 de Março de 2022

Copyright 2020 Google LLC. Todos os direitos reservados. Google e o logotipo do Google são marcas registradas da Google LLC. Todos os outros nomes de produtos e empresas podem ser marcas registradas das respectivas empresas a que estão associados.